QUERO DOAR R$ 10,00
by

A Procuração quando o mandante fica impossibilitado de assinar.

A Procuração quando o mandante fica impossibilitado de assinar.

Neste artigo o Consultor Previdenciário vai tratar dos procedimentos que devem ser seguidos para emitir uma procuração quando o segurado fica impossibilitado de assinar o documento, mas tem discernimento para manifestar sua vontade.

Quando o segurado da Previdência Social, titular de benefício, precisa ser representado por um procurador e está incapacitado de assinar o documento terá que fazer a procuração pública. Para fazer a procuração terá duas opções:

Comparecer ao cartório e solicitar que a procuração seja feita, nesse caso o escrivão fará a identificação sem necessidade de colher a assinatura.

Solicitar que o cartório envie o escrivão até o local onde se encontra para que a procuração seja emitida da mesma forma que o item anterior.

Se a pessoa estiver impedida de manifestar vontade por estar inconsciente ou não poder se expressar verbalmente e nem por escrito será preciso ir à Justiça e requerer a interdição temporária. Terá que apresentar atestados que comprovem a incapacidade e os motivos para que seja nomeado um representante. Enquanto aguarda o instrumento legal ser emitido o interessado pode comparecer ao INSS e requerer que seja registrado como administrador provisório.

Saiba mais sobre procuração neste artigo: Regras do INSS para aceitar procuração dos segurados.

Caso tenha alguma dúvida acesse o Fórum do Consultor Previdenciário, clique na imagem abaixo, e faça sua pergunta que será respondida o mais breve possível.

Fórum do Consultor Previdenciário

0 comentários :