QUERO DOAR R$ 10,00
by

Como o brasileiro que vive no exterior pode contribuir ao INSS.

Como o brasileiro que vive no exterior pode contribuir ao INSS

Neste artigo vamos tratar do caso dos brasileiros que vivem no exterior e querem contribuir à Previdência Social do Brasil para, futuramente, virem a ter direito a aposentadoria.

O brasileiro que reside em país estrangeiro precisa observar as seguintes situações antes de começar a contribuir à Previdência Social do Brasil:

1 - Foi viver em país que mantém acordo previdenciário com o Brasil e vai trabalhar legalmente: nesse caso não precisa contribuir no Brasil, pois as contribuições que fizer no país onde vive poderão ser utilizadas para obter benefício, tanto no Brasil quanto no país onde reside. Veja a relação de países que mantém acordo previdenciário com o Brasil neste link:  Acordos previdenciários.

2 - Foi viver em país que mantém acordo previdenciário com o Brasil mas não trabalha ou trabalha na informalidade e, por isso, não recolhe previdência oficial: nesse caso pode inscrever-se como contribuinte facultativo no Brasil e escolher o plano previdenciário de acordo com os benefícios pretendidos.

3 - Foi viver em país que não mantém acordo previdenciário com o Brasil: nesse caso deve escolher inscrever-se como contribuinte facultativo e escolher o plano previdenciário de acordo com os benefícios pretendidos.

Para iniciar as contribuições, para qualquer dos casos acima, o cidadão pode utilizar o número do PIS ou NIT que já possua ou inscrever-se na Previdência Social pela internet acessando o site da Previdência Social.

Para recolher as contribuições terá seguir as seguintes alternativas:

1 - acessa o site da Previdência e preenche a guia GPS: 

2 - se tem conta bancária que seja acessada pelo internet bank pode quitar a guia ou até programar os pagamentos, lembrando que o valor do salário-mínimo é alterado sempre na competência janeiro que é recolhida até 15 de fevereiro.

3 - se não tem conta bancária terá que pedir a algum conhecido que faça a quitação em qualquer banco ou agência lotérica.

Para requerer algum benefício previdenciário:

Terá que enviar uma procuração para que seja feito o requerimento do benefício pretendido.

Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS

7 comentários :

Silvia disse...

Se a pessoa não mora em pais com acordo, ela deve continuar pagagando e terá direito aposentadoria pelo Brasil incluindo os valores pagos pelas empresas onde trabalhou? E como será feito o pagamento da aposentadoria já que não está no Brasil?

Catarino Alves disse...

Silvia
A pessoa tem que ver a melhor opção, são muitas.

Silvia disse...

Poderia ser mais claro?

André Bezerra disse...

existe algum procedimento formal necessário para alterar a categoria de contribuinte ou ao realizar o primeiro pagamento utilizando o código de contribuinte facultativo na GPS, o INSS fará automaticamente as alterações de cadastro?

Catarino Alves disse...

Andre
Tem que ir ao INSS e dar baixa da atividade, pois facultativo é aquele que não trabalha.

Mines disse...

Eu moro fora e ha alguns anos atras eu estive no Inss que contou meu tempo de contribuicao e viu qu e eu precisaria pagar mais dois anos para completar os 15 anos exigidos. O que me foi sugerido foi pagar quamdo faltasse exatamente dois anos para eu completar 60...
Minha pergunta é: E se eles mudarem a idade minima pra 63 anos? Vai afetar essa forma de contribuição??

Consultor Previdenciário disse...

Mines
Sim, se a regra for alterada essa sugestão não poderá ser usada.