QUERO DOAR R$ 10,00
by

Você se preocupa com sua futura aposentadoria?

aposentadoria, INSS, Notícias do INSS

As pessoas tendem a acreditar que sempre serão jovens e, por isso, nunca terão que tratar de aposentadoria. A aposentadoria deve ser uma preocupação desde que o cidadão inicia sua vida profissional. A aposentadoria tem que ser pensada pelo lado econômico, como iremos viver quando não mais for possível obter renda por meio de nossa atividade, e pelo lado lúdico, como iremos viver considerando que teremos o tempo todo livre.

Muitas pessoas procuram a aposentadoria assim que preenchem os requisitos mínimos, não se preocupam com a renda que terão para viver e não planejam nenhuma atividade para os dias de ócio. A primeira ideia é a de que estarão livre do trabalho e isso, por si só, garantirá a felicidade. Não é verdade, o trabalho, mesmo que difícil, proporciona o encontro com os colegas, com os clientes e, principalmente, força a pessoa se arrumar e sair todo o dia. Com a aposentadoria essa obrigação cessa e, muitas pessoas, acabam deprimidos.

Quando alguém convida um jovem para trabalhar e fala que não irá pagar os encargos sociais, porém lhe dará uma renda mensal maior, o jovem acha isso o máximo, nem lembra que um dia irá ficar velho e precisará desse tempo para obter a tão sonhada aposentadoria. Todos os dias me perguntam o que fazer para aproveitar um tempo que trabalharam sem registro e sem contribuição, a resposta é que nada pode ser feito, pois o trabalho sem registro equivale a não ter trabalhado.

Trabalhar sem registro deixa o cidadão sem proteção quando as eventualidades, tais como doenças ou acidentes e seus familiares, caso tenha algum dependente, ficam desprotegidos no caso de uma fatalidade. O cidadão, de qualquer idade, deve sempre exigir que seu contrato de trabalho seja regularmente registrado para que tenha toda a proteção oferecida pela Previdência Social.

Uma atitude muito importante a ser tomada, por quem pretende se aposentar, mesmo que seja daqui a alguns anos, é reunir toda a documentação que possui, tais como carnês de contribuições e carteiras de trabalho que possuam anotações de emprego para conferir se tudo está correto. O ideal é ir a uma agência do INSS e atualizar seu cadastro e solicitar um extrato de vínculos e contribuições. Em casa conferir o que consta no relatório com os documentos que possui. Se houver dados divergentes ou ausentes deverá voltar ao INSS para solicitar o acerto.

Ter a documentação conferida proporciona tranquilidade para quando for requerer o benefício de aposentadoria, pois quanto mais cedo for procurar por algum documento mais fácil de encontrar. As empresas deixam de existir e os documentos podem se perder com o tempo tornando a busca por alguma prova uma tarefa desgastante. Os vínculos e contribuições que estiverem constando nos sistemas do INSS com data a partir de 1975 valem mesmo que o segurado não tenha mais o documento que comprova.

Muitas pessoas perguntam o que devem fazer para ter uma renda melhor ao aposentar-se e, normalmente, quem pergunta está há alguns anos para completar o direito. Considerando que a renda mensal é calculada pela média das contribuições feitas pelo segurado desde 07//94, ou da data em que iniciou a contribuir se for após essa data, aumentar o valor contribuído no final do período não trará ganho que compense o investimento. Quem tem condições de contribuir com valor maior deve fazer ao longo dos anos e não quando estiver próximo de obter o benefício.

E você caro leitor, se preocupa com sua futura aposentadoria? Deixe se comentário e, caso tenha alguma dúvida, faça sua pergunta que será respondido ao mais breve possível.

Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS

0 comentários :