QUERO DOAR R$ 10,00
by

Cálculo da Renda Mensal nos Benefícios da Previdência Social.

O cálculo da renda mensal nos benefícios do INSS. Um exemplo prático.

Neste artigo será explicado como a Previdência Social realiza o cálculo para encontrar a renda mensal em cada tipo de benefício. A renda mensal dos benefícios do INSS é encontrada a partir do valor do salário de benefício que consiste em uma média das contribuições feitas pelo segurado.

O valor do salário de benefício é encontrado pelo cálculo da média das contribuições feitas pelo segurado, tendo como marco inicial a competência 07/94, ou da data em que iniciou a contribuir, caso tenha iniciado após essa essa competência, até o mês anterior ao que requereu o benefício.

Para realizar o cálculo o sistema conta quantas competências existem, com contribuição, no período de cálculo. As contribuições encontradas são atualizadas até o mês em que o cálculo está sendo feito. Após a atualização são escolhidas as de maior valor no percentual de 80% do total. São desprezadas do cálculo as 20% menores. O sistema usa somente 80% do total de contribuições, mesmo que tenham valor equivalente.

A fórmula acima só é utilizada se o segurado contar com um mínimo de 60% de competências com contribuições, dentro do período do cálculo, quando o objetivo da média for para encontrar o salário de benefício para fins de aposentadoria por tempo de contribuição ou aposentadoria por idade.

No caso do item anterior o cálculo será feito da seguinte maneira: a média será realizada com a soma de todas as contribuições encontradas no período dividido pela quantidade correspondente a 60% do período.
Para melhor explicar as situações acima vamos ao seguinte exemplo:

1 – requerimento feito em 06.03.2015, benefício de aposentadoria, segurado conta com 200 competências com contribuições desde 07/94. Neste caso o salário de benefício será feito normalmente, ou seja, serão somadas as 160 mensalidades de maior valor, 80% do total, e o valor encontrado será dividido por 160.

2 – requerimento feito em 06.03.2015, benefício de aposentadoria, segurado conta com 140 competências com recolhimento no período desde 07/94. Neste caso há 248 meses no período iniciado em 07/94 até 02/2015 e calculando 60% desse total encontramos 149. O cálculo, para este exemplo, será feito pela soma do valor das 140 competências dividido por 149 que corresponde a quantidade mínima exigida para que o cálculo seja feito pela regra.

No quadro abaixo foi feito uma simulação de cálculo do salário de benefício, devendo ser salientado que se trata de uma alegoria, ou seja, não corresponde a realidade, pois há somente 20 campos com valores preenchidos e serve somente para que seja visualizado com se faz a escolha das mensalidades de maior valor no percentual de 80%. No quadro há 20 competências com valor e foram utilizadas 16 mensalidades, escolhidas por maior valor atualizado. O segurado também pode fazer uma simulação para saber de quanto será sua renda inicial, para fazer isso basta preencher os valores, no site da Previdência, e escolher o tipo de benefício que o sistema realiza o cálculo automaticamente. 

nº.
Data
Salário
Índice
Salário Corrigido

001
02/2015
3.000,00
1,0000
3.000,00

002
01/2015
3.000,00
1,0148
3.044,40

003
12/2014
3.000,00
1,0210
3.063,27

004
11/2014
3.000,00
1,0265
3.079,51

005
10/2014
3.000,00
1,0304
3.091,21

006
09/2014
3.000,00
1,0354
3.106,35

007
12/2009
2.000,00
1,3681
2.736,26

008
11/2009
2.000,00
1,3731
2.746,39

009
10/2009
2.000,00
1,3764
2.752,98

010
09/2009
2.000,00
1,3786
2.757,38

011
08/2009
2.000,00
1,3797
2.759,59

012
07/2009
2.000,00
1,3829
2.765,93

013
12/1997
300,00
3,7442
1.123,28

014
11/1997
300,00
3,7753
1.132,60

015
12/1994
100,00
5,4082
540,82
**
016
11/1994
100,00
5,5851
558,51
**
017
10/1994
100,00
5,6890
568,90
**
018
09/1994
100,00
5,7749
577,49
**
019
08/1994
100,00
6,0902
609,02

020
07/1994
100,00
6,4605
646,05



** Mensalidades desprezadas do cálculo.

Somatório dos salários corrigidos = 38.414,22
Média dos salários = somatório dos salários / quantidade de contribuição = 38.414,22 / 16 = 2.400,88
Salário de Benefício = 2.400,88

Considerando o valor da simulação acima teremos as seguintes situações:

Benefício de auxílio-doença: É pago 91% do salário de benefício. No exemplo utilizado seria R$ 2.184,80 que corresponde a 91% de R$ 2.400,88. Veja um exemplo de cálculo simulado neste link. A partir de 01.03.2015 a renda mensal calculada, conforme explicado aqui, não pode ser maior que a média das 12 últimas contribuições do segurado, que neste caso resulta no valor de R$ 2.908,60.

Benefício de aposentadoria por invalidez: É pago 100% do salário de benefício, ou seja, no exemplo R$ 2.400,88.

Benefício de pensão por morte e auxílio-reclusão: É pago 100% do salário de benefício,

Benefício de aposentadoria por idade: É pago 70% mais 1% por ano de contribuição. Considerando a carência mínima de 15 anos a renda mínima será de 85% do salário de benefício, ou seja, no exemplo R$ 2.040,74. Se o segurado tiver a idade mínima e 30 anos de contribuição fica com 100% do valor do salário de benefício. Veja um exemplo de cálculo simulado neste link.

Benefício de aposentadoria por tempo de contribuição: É pago 100% do valor do salário de benefício multiplicado pelo fator previdenciário que varia de acordo com a idade do segurado. Quanto mais jovem maior é a perda. Veja um exemplo de cálculo simulado neste link.

Caso tenha alguma dúvida acesse o Fórum do Consultor Previdenciário, clique na imagem abaixo, e faça sua pergunta que será respondida o mais breve possível.

Fórum do Consultor Previdenciário

4 comentários :

Anna Julia Vitoria disse...

Trabalhei de carteira assinada por um tempo, agora trabalho em casa com costuras. Mas gostoria de saber para se aposentar por invalidez quanto eu deveria pagar para receber dois salários

Catarino Alves disse...

Anna
Aposentadoria por invalidez não tem como escolher, pois se já está doente não terá direito pagando agora e se não está como sabe que irá ficar doente?

Niwajo disse...

Em alguns períodos recebi auxílio-acidente e em outros auxílio-doença.

1. Estes períodos são considerados para contagem de tempo de contribuição?

2. O valor pago por estes benefícios são considerados como salário de contribuição?

3. Tem alguma postagem falando sobre estas questões?

Grato

Catarino Alves disse...

Se sabe o que é auxílio-acidente posso dizer que o auxílio-doença conta para a contagem geral e os valores entram no cálculo.