by

Como preencher a guia GPS para contribuição ao INSS em 2013


Como preencher a guia GPS para contribuição ao INSS em 2013

Os contribuintes individuais e os contribuintes facultativos que recolhem suas contribuições por meio de guia GPS devem ficar atentos na hora de preencher os valores a pagar na competência janeiro de 2013, pois o salário-mínimo foi reajustado e foi fixado um novo valor para o teto da Previdência.

Se você estava procurando a tabela para 2014 convido que visite este artigo: Como será a contribuição ao INSS em 2014 devido ao novo mínimo.

As contribuições à Previdência são feitas por competência, o mês 12/2012 deve ser pago até 15.01.2013 e nesse caso não há nenhuma alteração. O Valor só muda na competência 01/2013 que deve ser paga até 15.02.2013.

Os novos valores são os seguintes:

- Os contribuintes individuais que pagam o percentual de 20% podem recolher desde o valor mínimo, R$ 678,00, até o valor teto, R$ 4.159,00. O valor a ser preenchido na guia GPS é de R$ 135,60 para quem paga sobre o salário-mínimo (R$ 678,00) , e de R$ 831,80 para quem contribui pelo valor teto     (R$ 4.159,00). Para os valores intermediários, entre o mínimo e o teto, é só multiplicar o valor da contribuição por 0,20 e encontrará o valor a recolher.

- Os contribuintes individuais que optaram pelo sistema simplificado de Previdência, que pagam 11%, só podem recolher sobre o mínimo, R$ 678,00 e nesse caso irão pagar mensalmente o valor de R$ 74,58.

- As donas de casa, contribuintes facultativas, que pagam o percentual de 5% deverão pagar o valor de R$ 33,90.

- Os empregados domésticos tem o percentual retido pelo empregador e é este que tem a obrigação de recolher a guia. 

Caso tenha alguma dúvida use o Fórum do Consultor e faça sua pergunta. Veja um modelo de guia de previdência social GPS neste link.


f6658ff534f02f3ae68b96cfeb2d4ab7
Saiba mais sobre os benefícios do INSS no blog: BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA

95 comentários :

Unknown disse...

Catarino,
Tenho uma empregada doméstica registrada e faço as contribuições dela.
Acon tece que como todo brasileiro endividado eu atraso alguns pagamentos e acabo me perdendo se fiz ou não os pagamentos.
Ela pediu demissão e tenho que regularizar a situação dela.
Tem alguma forma simples de saber os meses que eu paguei e os que estão faltando??? É na internet ou tem que ser nos postos dos inss???
Grato!!!

Catarino Alves disse...

Não tem como tirar na Internet. Ela terá que ir ao INSS e pedir um extrato de contribuições. Para você fazer isso terá que ter uma procuração dela.

Unknown disse...

Me aposentei em 11/2012 e já recebi o primeiro benefício. Acontce que ao verificar os cálculos, percebi que a empresa, que ainda trabalho, efetuou o registro de minha admissão em 05/2011, quando na verdade o correto seria 11/2009. Esses meses fizeram muita diferença nos cálculos e , também, no fator. A empresa se prontificou a retroagir esse registro que informar todas documentação, como Sefip, Caged, Rais etc... Pode ser feito isso? Depois posso pedir revisão do benefício?
Mario Augusto

Catarino Alves disse...

Mario Augusto
Pode ser feito sim, depois que a empresa fizer tudo e tudo estiver já nos sistemas pode pedir revisão do benefício, é só ligar para o fone 135 e agendar o atendimento.

pradielsoncosta disse...

OLÁ MEU NOME É ADIELSON COSTA
MINHA DÚVIDA É: SE EXISTE UMA FORMA DE SABER SE ESTOU EM ATRASSO EM ALGUM MÊS, DESDE A DATA QUE COMECEI A PAGAR A MINHA GPS.

Catarino Alves disse...

Pela internet não. Você terá que ir pessoalmente no INSS e pedir um extrato de vínculos e contribuições. Nesse relatório verá as possíveis falhas nas contribuições.
Caso tenha conta corrente na Caixa ou Banco do Brasil pode pedir esse extrato nos caixas automáticos desses bancos.

marcia ligia sanches barreto disse...

Boa Noite, por favor preciso sua ajuda me aposentei no ano 2001 ( pois a empresa que trabalha fechou), aposentei com tempo de contribuição, pois já tinha 48 anos e 27 anos e 14 dias, agora verificando carta de concessão/memoria de calculo, verifico que não são colocados os recolhimentos dos 13º salário.
Dessa forma não saiu prejudica, pois paguei por isso.
Me ajude
Obrigada
Márcia

Catarino Alves disse...

Marcia
O 13º não entra no cálculo, está correto. Você pagou, mas recebe todos os anos a 13ª parcela também.

rosani barbosa disse...

parei de trabalhar pra cuidar do meu pai doente ,como posso contribuir,e se e individual,tenho 14 anos de contribuiçao quando me aposento?

Catarino Alves disse...

Rosani
Quando completar 60 anos de idade você precisa ter 15 anos completos de contribuição.

Pessoa disse...

Olá, sou contribuinte autônomo, e vinha pagando o GPS com o valor mínimo de 124,40. Consultando este artigo aqui, teoricamente teria que mudar para os 135,60, porém, somando aos 20% como informado, o valor iria para 150,00; já somando a alíquota de 8% informada na tabela, o valor iria para 134,35. Afinal, qual destes valores eu devo pagar a partir da competência 01/2013? Minha mãe também contribui como autônoma com o valor de 431,00, portanto gostaria de poder saber o novo valor para o caso dela também.

Catarino Alves disse...

VEja no artigo acima:- Os contribuintes individuais que pagam o percentual de 20% podem recolher desde o valor mínimo, R$ 678,00, até o valor teto, R$ 4.159,00. O valor a ser preenchido na guia GPS é de R$ 135,60 para quem paga sobre o salário-mínimo (R$ 678,00) , e de R$ 831,80 para quem contribui pelo valor teto (R$ 4.159,00). Para os valores intermediários, entre o mínimo e o teto, é só multiplicar o valor da contribuição por 0,20 e encontrará o valor a recolher.

Pessoa disse...

Ok, então pelo que entendi, irei reajustar para 135,60, enquanto o da minha mãe irá para 517,20, confere? Desde já, agradeço a ajuda.

blog Mãe de Deus disse...

SOU CONTRIBUINTE INDIVIDUAL 11%. ESTOU SUPER DESESPERADA POIS LIGO NO 135 E NINGUEM RESOLVE MINHA QUESTÃO E JA FUI NO INSS TBEM, E MANDARAM ESPERAR ( AQUELE LUGAR É UM STRESS ). O CASO É QUE PAGUEI O VALOR DE JANEIRO DE 2013 DE 68,42 QUANDO DEVERIA TER PAGO O VALOR 74,58 QUE ME ATENTEI DEPOIS DE PAGO !!!! QUERO SABER COMO FAÇO AGORA PARA CALCULAR O QUE DEVO PAGAR NO PROXIMO MES OU DEVO PAGAR JA O MAIS RAPIDO POSSIVEL PARA DIMINUIR JUROS E ETC...O QUE FAÇO? DESDE JA MUITO OBRIGADA

Catarino Alves disse...

Você não precisa se preocupar, é só acrescentar o valor que faltou neste mês e pagar junto no próximo mês, a diferença é bem pequena.

Abel Faustino Junior disse...

Ola Catarino,

Desde 1987 faço recolhimento a previdência (1987 a 2002 / 2006 a 2011 como CLT) (2003 a 2005 / 2012 como PJ). No inicio deste ano, o recolhimento passou a ser pela empresa a qual fui convidado a ser sócio, assim recolhem um valor minimo.
Posso fazer um recolhimento complementar todo dia 15, via Guia GPS (comprada em papelaria)num valor (20%) entre R$ 135,60 e R$ 831,80 ? desde que não ultrapasse esse valor maximo somando o que é recolhido na empresa, ok?
Com relação ao calculo de aposentadoria, é feito baseado no periodo total ou nos ultimos anos?

obrigado. Abel

Catarino Alves disse...

Abel
Poder pode, mas o resultado dos pagamentos na renda final é um pouco complicado, para você entender leia:
http://www.aposentadorias.net/2010/05/multipla-atividade-e-renda-dos.html
http://www.aposentadorias.net/2010/01/como-e-calculada-renda-dos-beneficios.html

Mari C. disse...

como eu faço isso?
Eu tenho conta corrente no banco do brasil e não sei como isso funciona no caixa eletronico.
Obrigada

Catarino Alves disse...

Mari
Vá ao banco que eles irão explicar.

Chrystian Veracruz disse...

Catarino.

Meu irmão contribuía com o INSS, pagando o valor mínimo; mas, ha algum tempo ele resolveu começar a contribuir com o teto máximo. Pra seu azar ele sofreu um acidente veicular e sofreu traumatismo no crânio, desenvolvendo a partir disso uma incapacidade mental/demência. Ele havia passado um tempo sem contribuir, mas, ja tinha contribuido 04 meses e estava novamente com a qualidade de "segurado". Marcamos a pericia, ele tem direito a se aposentar com o teto, como ele vinha contribuindo antes do acidente? Estamos desesperados, os remédios são caríssimos e sua família é grande.

Catarino Alves disse...

Chrystian
A renda será feita pela média das contribuições que ele fez desde 07/94, para maiores detalhes veja:http://www.consultor-online.com/2012/07/INSS-calculo-renda-auxilio-doenca.html

Sidnei RM disse...

Me aposentei com 47 anos e hoje tenho 51. Pelas minhas contas o valor que recebo está abaixo do esperado, posso pedir revisão? Como proceder?
Sidnei

Catarino Alves disse...

Sidnei
Pode sim, mas tem que ter um argumento, ou seja, demonstrar que houve um erro no cálculo da renda.

Chrystian Veracruz disse...

Mas Catarino.

Ele contribuiu com o relativo a 1 salário do dia 15/Nov/2010 até Set/2011 e tinha parado quando ficou desempregado. e só no final de 2012 ele começou a contribuir com o teto da previdencia e sofreu o acidente automobilístico. Ele tinha apenas 23 anos.

Chrystian Veracruz disse...

Catarino,

Ele não entra no auxilio acidente? ele ficou invalido, tem calculo de carencia e tempo de contribuição mesmo assim? ainda está internado em um hospital psiquiatrico..

Catarino Alves disse...

Chrystian
Ele tem que procurar o INSS para saber dos seus direitos.

Rubia Lage disse...

A pessoa q sempre contribuiu e nao esta recolhendo no ato de um acidente estará segurada se recolher os meses em atraso ou nao terá cobertura????? Obrigada. Rubia

Catarino Alves disse...

Rubia
Tem que ver quando foi feito o último pagamento antes do acidente, se foi a mais de 12 meses pode não ter direito, pagar em atraso não adianta para esses casos, só pagamento em dia. Ele tem que ir ao INSS para saber da sua situação.

Roberta disse...

Gostaria de entender qual a real diferença entre a contribuição individual de 20% e a simplificada de 11% na hora de se aposentar. O que eu perco optando pelo valor menor?

Catarino Alves disse...

Roberta
A diferença é que quem paga 11% só se aposenta por idade e com renda de um salário-mínimo. Quem paga 20% pode se aposentar por tempo e com renda maior, desde que pague mais.

Roberta disse...

Perfeito. Obrigada, Catarino!

Zuleica Souza disse...

No caso de demissão do emprego e continuando a contribuir com o INSS por conta própria, como deve efetuar os recolhimentos? Como contribuinte individual ou contribuinte facultativo.

Catarino Alves disse...

Zuleica
Como desempregada deve contribuir como facultativo.
Veja: http://www.consultor-online.com/2011/08/consultor-online-como-contribuir.html

karina disse...

Ola, trabalho como autônoma em uma empresa que me pagam os 11%. Vale a pena eu também pagar mais a guia de 11%? E se eu quiser aumentar para os 20% posso começar a pagar a partir de qualquer mês? A guia e diferente? Se a data do pagamento da guia individual cai no fim de semana e pago na segunda, qual o prejuízo que tenho? Desde já agradeço pela atenção!

Catarino Alves disse...

Karina
Como empregada a empresa retem 11% do seu salário, se for pagar por conta própria terá que pagar 20% do salário mínimo ou mais, não pode pagar 11%. A contribuição vence dia 15, se cair em final de semana ou feriado pague no primeiro dia útil posterior.

Humberto Alves da Silva disse...

Catarino - boa noite]

- iniciei a trabalhar em 1969 até 1973 ( menor) - quando deveria ir para o serviço militar - o que não aconteceu. Em 1975 em São Paulo, trabalhei no serviço privado até 1984. Em 1985 até 2001 no serviço publico quando sair em 2001, parei de contribuir. Gostaria de saber se é vantagem pagar retroativo de 2002 a 2012. Pelas minhas contas, devo ter no minimo 26 ou 27 anos de contribuição. E o pior, todas ou quase todas as empresas as quais trabalhei,FALIRAM - QUE FAZER ?? OBRIGADO HUMBERTO

Catarino Alves disse...

Humberto
Pagar tempos passados não é tão simples, você terá que ir ao INSS pedir autorização e lá provar que exerceu atividade e não pagou. Quando aos empregos tem que ver se tem a carteira assinada e, tendo, ver se constam no INSS, se não constarem terá que ver se aceitam só pela carteira, se não tem a carteira será quase impossível comprovar que os vínculos existem, terá que procurar os antigos donos e ver se eles tem registro em documentos da época.

Hélio Martos Carris disse...

Uma pessoa que recolheu por 10 anos, período de 02/97 à 02/2007, como segurado facultativo, em 20%, e que após este período não mais contribuiu e que atualmente tem 65 anos de idade. Pergunto: Ela pode voltar a contribuir normalmente com 20% ou 11%, pois já tem a idade? Ainda se ela pode completar os outros 5 anos que faltam, recolhendo de uma única vez.

Catarino Alves disse...

Helio
Ele tem que pagar mês a mês daqui para a frente até completar os 15 anos, pode pagar os 11% que a renda será igual ao mínimo.

Heloise Bittencourt disse...

Bom dia Catarino

Cou manicure e trabalho como autônoma, qual o código correto para recolhimento do INSS através do carnê? 1007 ou 1163?

Catarino Alves disse...

Os dois estão certos, depende de que tipo de contribuinte é você, veja http://www.consultor-online.com/2011/08/consultor-online-como-contribuir.html

Sadi Deon disse...

Catarino,
Trabalho de vendedor,então meu salário é variável.Agendei minha aposentadoria para o mes de maio,no valor de 2.120,00.Vou continuar na mesma empresa.Posso pagar(e como Fazer?)também como autonomo ou individual para aumentar minha aposentadoria depois pedindo a desaposentação?

Catarino Alves disse...

Sadi
Não existe desaposentação e pagar como contribuinte individual, além do emprego, não adianta de nada para fins de aumentar a renda.

sonia sousa disse...

eusou cozinheira e estou desempregada a 1 ano meu salario era de 1050 e eu vou pagar o carne com quanto eu devo comtribuir mensal

Sadi Deon disse...

Ok,Catarino.
Mas se a desaposentação for aprovada e eu continuar trabalhando com o mesmo salário daqui a 2 anos eu terei mais tempo de contribuição e de idade,isto com certeza aumenta meu benefício....to certo?

Catarino Alves disse...

Em tese sim.

Catarino Alves disse...

Sonia
Não há um valor específico, pode pagar desde o mínimo(678,00) até o valor teto.

Suely V disse...

BOM DIA, ESTOU DESEMPREGADA DESDE DE FEVEREIRO DE 2012 E TENHO 4 ANOS DE CARTEIRA ASSINADA E 32 ANOS DE IDADE. DEVO PAGAR O INSS INDIVIDUAL?? ESTOU ACOBERTADA QUANTO TEMPO?

Catarino Alves disse...

Suely
Se não pagou mais desde 02/2012 não é mais segurada da Previdência. Quanto a pagar é você que decide.

Fernanda Veras disse...

Bom dia, minha mãe trabalhou de carteira assinada durante 03 anos e desde então (1998) só trabalhou como autônoma e sem recolher INSS. Hoje ela está com 58 anos de idade. Se ela quiser se aposentar pelo INSS terá que contribuir por 15 anos ou aqueles três anos de CTPS contam? E qual percentagem? 11% sobre o salário mínimo? ela terá direito á aposentadoria pelo salário mínimo? ela terá direito á auxilio acidente, se for o caso? Obrigada

Catarino Alves disse...

Fernanda
O tempo que tem em carteira conta normalmente, ela precisa pagar o que falta, pode usar o 11%, pois não adianta pagar mais que ficará com o mínimo.
Você sabe o que é auxílio-acidente? Autônomo não tem direito a auxílio-acidente.

Roberta disse...

Prezado Catarino,
Minha faxineira contribuiu para o INSS de jan a dez/2008, individual, 11%. Ela tem 55 anos e pretende voltar a recolher. Como ela pode fazer? Basta comprar um carnê, preencher e pagar? Não precisará pagar juros e multa das parcelas que não recolheu desde então?
Agradeço antecipadamente!

Catarino Alves disse...

Roberta
Ela só precisa retomar os pagamentos daqui para a frente, não há cobrança.

Roberta disse...

Muito obrigada!

Paulo Rogério disse...

Como todo brasileiro uma ova, você é um irresponsável desorganizado.

Paulo Rogério disse...

Parabéns pelo blog. Catarino, vou dar entrada ao seguro desemprego, gostaria de saber se posso continuar fazendo a contribuição individualmente.
Grato

Catarino Alves disse...

Paulo
Enquanto esta recebendo o seguro desemprego não pode contribuir com contribuinte individual, isso seria visto como em atividade remunerada, pode pagar como facultativo.

Mari Ferreira disse...

Olá Catarino

Minha mãe está pagando o valor de R$ 135, porém no INSS informaram que quando ela aposentasse, seria com um valor um pouco maior que o mínimo. Isso procede?
Busquei os dados cadastrais dela e conta como empregada doméstica, porém, ela paga como contribuinte individual. Tem algum problema?
O que devo fazer para ajuda-la?

Obrigada
Mariana

Catarino Alves disse...

Mari
Quem recolhe a contribuição da empregada doméstica é a empregadora, o mínimo é 135,60. Não é verdade que vai ganhar mais que o mínimo, só se pagasse mais que o mínimo.
Se ela não é doméstica tem que ir no INSS acertar sua condição.

DRIELLE PORTO disse...

BOM DIA!! ESQUECI DE PAGAR O GPS DA MINHA EMPREGADA, NO VALOR DE 74,58 NO DIA 15, COMO FAÇO AGORA? COMO FAÇO PRA CALCULAR QUANTO DEVO PAGAR AGORA?? ME AJUDE POR FAVOR!!!

Catarino Alves disse...

Drille
Você pode entrar no site da previdência e calcular o valor dos juros e multa, veja em www.previdencia.gov.br

Robson Ramos disse...

Meu padrasto tem 69 aanos,com 65 anos deu entrada aposentadoria,mas ainda faltava e falta pagar algumas contribuicoes,porque ele trabalhou muito tempo por conta propria. Gostaria de saber se tem como pagar de uma vez as q falta para ele se aposentar logo ou tera q pagar de mes em mes ate finalizar....

Catarino Alves disse...

Robson
Tem que pagar mês a mês.

Pedro Conde disse...

Boa tarde Catarino. Eu trabalho CLT, gostaria de saber se eu posso pagar em paralelo uma guia GPS. Se sim, como faço pra saber qual valor pagar por mês? E qual a idade minima ou tempo minimo para eu receber isso como aposentadoria? Obrigado. Ótimo post.

Catarino Alves disse...

Pedro
Se entendi direito você quer pagar uma guia para ter um segundo benefício pelo INSS? Isso não é possível, no INSS só pode ter um benefício de aposentadoria.

Clecia Ferreira Lopes disse...

Ola! Por um lapso acabei pagando o valor do INSS da empregada a menor, como proceder para pagamento da diferença?

Grata

Catarino Alves disse...

Clacia
Se a diferença for de valor maior que dez reais pode pagar em uma guia com a mesma competência, se for valor menor pode incluir no próximo pagamento o valor que deixou de pagar.

Priscila Rocha disse...

Ola. Meu nome e priscila. Sou cabeleireira, tnho 35 anos e pago a gps d 11% ha um ano e meio. Eu to na eminencia d fazer o m.e.i. de micro empreendedor, mas to na duvida qual e o melhor p mim, não sei se continuo nessa area d trabalho. E caso futuramente eu volte a ser registrada, qual seria a melhor opçao p mim?

Catarino Alves disse...

Se for contribuir como empregada não poderá usar o tempo que pagou com 11% ou que pagar como mei, para somar tudo tem que pagar os 20%.

Alessander de Paiva Nunes disse...

Minha sogra recolheu em alguns meses o valor de INSS da empregada dela depois do dia 15, com alguns dias de atraso, sem acrescentar a multa. Como eu posso fazer para que ela possa regularizar estes registros, ou seja, recolher as devidas multas não recolhidas quando dos efetivos pagamentos?
Acredito que seja assim
No site da Receita Federal posso calcular o valor da multa com acréscimos. Então, sabendo o valor da multa atualizada, basta então lançar uma nova GPS com a competência em que houve o atraso, valor de INSS = Zero, e no campo multa por o valor da multa que o site da Receita Federal calculou atualizada. Estou certo?

Catarino Alves disse...

Alessander
Seu raciocínio está correto, mas para recolher a guia depende do valor, pois o mínimo para recolher é dez reais. Caso o valor seja menor pode reunir tudo em uma única guia e depois vai ao inss para acertar as contribuições.

pedro maia disse...

ola catarino! eu sei fazer a guia do GPS, mas o que faço depois, tenho uma micro empresa e estou mudando de contador, e preciso aprender , sei que para eu ter minha certidão do INSS em dia tenho que informar a receita , como faço isso? obrigado me mande por mail pedroquitete@yahoo.com.br.

Catarino Alves disse...

Pedro
Não sei sobre os encargos das empresas para poder lhe ajudar.

Lu Kr disse...

Olá Catarino,

Em dez/2012, paguei o 13 salario de minha empregada e o salario no mesmo dia, e fiz uma unica GPS com todos os impostos juntos, mas pus competencia 12/2012 para pagar em 01/13. Ou seja, nao deve constar no "sistema" que paguei o 13 dela. Preciso corrigir isso? Como? Desde já agradeço!

Catarino Alves disse...

Lu
Tem que agendar um atendimento e ir ao INSS com os comprovantes para regularizar.

Rosimeyre Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Catarino Alves disse...

Rosimeyre, quem paga 11% só se aposenta por idade e com renda de um salário-mínimo. Para pagar 5% é preciso que seja dona de casa, sem nenhuma atividade remunerada e que a família tenha renda menor que dois mínimos, precisa estar aprovada no cadúnico da prefeitura, leia o artigo indicado sobre as donas de casa que consta ao lado.

A aposentadoria por idade no INSS

Rosimeyre Ribeiro disse...

Então para aposentar por tempo de contribuição qual a porcentagem a ser usada 20%? referente ao mínimo. Outro caso tenho um contrato temporário com o estado ganho bruto 941,49 desconta 8% INSS 75,31, Quando não tiver mais trabalhando no estado caso queira contribuir com mesmo valor terei que de 8% para 20 % totalizando 188,29. E minha aposentadoria será de quantos?

Catarino Alves disse...

Rosimeyre, quando o contribuinte é empregado o desconto é menor, mas a empresa paga o resto, quem vai pagar como autônomo, com carnê, tem que pagar 20% se quer se aposentar por tempo. A renda é feita pela média das contribuições desde 07/1994.

A aposentadoria por idade no INSS

Alison Argel disse...

Boa tarde Catarino, contribui durante um ano como individual em 2009 porém na competencia de fevereiro de 2009 contribui com 90 reais (valor menor que o devido na época ) no qual deveria ser 93,00 ( 20% do salario minimo na ocasião R$465)não gostaria de perder essa competencia e queria complementalá, no site da receita não é gerado boleto menor que o salário minimo. como fasso para gerar um boleto com o valor de 29,00 reais com o valor minimo para complementar essa competência? Des de já agradesso.

Catarino Alves disse...

Alison
Sobre esse assunto fiz um artigo, veja neste link:http://www.consultor-online.com/2012/08/como-acertar-mensalidade-inss-paga-com-erro.html

Carlinhos disse...

Boa tarde, minha mãe paga R$74,65 e deixou atrasar a competência 02/2014 e quando vou calcular aparece um valor de R$144,00 voce poderia me ajudar a calcular o valor para pagamento ?

Catarino Alves disse...

Carlinhos
Sugiro que ligue para o fone 135 e peça o cálculo.

João W. Ninin disse...

Boa tarde!
Tenho empresa Ltda optante pelo Simples pela qual pago meu INSS sobre um SM com alíquota de 11%.
No mês anterior recolhi com valor do SM antigo. Então, pelo site do Dataprev fiz o cálculo dos juros e atualização monetária sobre a diferença.
Porém, como o valor a pagar é inferior a R$ 10,00 não é aceita uma GPS unicamente para pagar esta diferença.
Em outra página da internet obtive informação de que teria que recolher junto com GPS de mes(es) seguinte(s). A dúvida é como lanço estes valores nesta GPS seguinte.
Grato

Catarino Alves disse...

João
Lança como pagamento normal os dois valores e quando for pedir um benefício leva os comprovantes para acerto.

Anderson Caio disse...

Boa tarde.

Boa tarde. Minha noiva deu entrada no seguro desemprego, porém recolheu INSS código 1163 durante 02 meses. Ao tentar sacar o seguro, ele foi bloqueado, tendo em vista o recolhimento. Existe alguma forma dela reaver o valor do seguro sem ser por meios judiciais ? Obrigado.

Catarino Alves disse...

Anderson
Por ter pago como contribuinte individual o sistema considera que retornou ao trabalho e assim não tem direito ao seguro-desemprego, no INSS não tem como desfazer isso, se quer tentar na justiça deve procurar um advogado na sua cidade.

Michael disse...

Catarino,
Minha mãe será a babá autonoma de minha filha, e por isso a minha empresa solicita um comprovante da guia GPS mais recibo para poder ressarcir um valor/auxilio. Quanto a isso pergunto: 1º como faço para obter essa guia GPS, o seria isso e como devo pagar; 2º quanto mais pagar para ela, maior será o valor da taxa da guia GPS ? Obrigado.

Catarino Alves disse...

Michael
Se ela vai ser autônoma é ela quem tem que ir no INSS para fazer a inscrição, caso não tenha, e pegar a guia para pagar no banco, quem escolhe o valor a pagar é ela, mas o valor mínimo é o salario-minimo.

Tatiana Nascimento disse...

Boa noite,
Faço os recolhimentos do INSS da minha funcionária domestica sempre gerando a guia no site. Ocorro, no entanto, que fazendo a prova do valor a guia gera um valor maior que 20%. Por exemplo: pagamento de 1400 - 2-% = 280. A guia gera 294,00. Isso quer dizer que sempre paguei a mais? Estou em duvida o porque da discrepância. Obrigada

Catarino Alves disse...

Tatiana
Empregada doméstica não é 20%, segue uma tabela conforme o valor, no caso da renda de 1.400,00 tem que pagar 11% descontado da empregada e mais 10% do empregador, resultando em 11%, que dá o valor de 294,00.

Raphael Freitas disse...

Boa Noite Catarino,

Paguei o INSS deste mês de minha empregada doméstica com a competência errada (o site estava dando erro e quando voltou acabei deixando "contribuinte individual"). Como devo proceder agora? Obrigado.

Catarino Alves disse...

Raphael
Se pagou o valor correto não tem problema, caso venha pedir um benefício é só levar a guia que fazem o acerto. Caso queira pode agendar um atendimento de correção de contribuição para que seja feito o acerto.

Raphael Freitas disse...

Cartarino,
Paguei o valor referente ao contribuinte individual, que não é o mesmo do empregado doméstico. O valor é um pouco menor. Devo agendar um atendimento de correção?

Catarino Alves disse...

Raphael.
Se pagou valor a menor tem que corrigir

Postagens populares