01/08/12

Como acertar mensalidade do INSS paga com erro.



Uma dúvida bastante repetida é de como fazer o acerto de contribuição feita ao INSS com erro no valor. O acerto só é possível para quem paga sobre o salário-mínimo, pois quem paga acima do mínimo não tem como complementar contribuição, se pagou a menor a contribuição fica valendo para aquele mês. Quem paga acima do mínimo não tem que seguir nenhuma tabela, ou seja, pode pagar qualquer valor entre o mínimo, hoje R$ 622,00, e o teto, hoje R$ 3.916,20. Por isso não há valor a complementar, só se pagou menos que o mínimo.

Em janeiro de 2014 os valores mínimos e máximos foram alterados, veja quais são neste artigo: Como será a contribuição ao INSS em 2014 devido ao novo mínimo.


Quem paga contribuição sobre o salário-mínimo tem que prestar atenção que o valor muda sempre em janeiro. A contribuição de janeiro é paga até 15 de fevereiro. Quem, por engano, paga um valor menor que o mínimo exigido tem que pagar a diferença. A maneira mais fácil e pagar junto à próxima contribuição que for fazer. Basta fazer o cálculo do valor que pagou a menor e acrescentar juros e multa e somar ao valor normal do mês. Não esqueça de anotar na guia os valores pagos para lembrar o porquê de ter pago um valor diferente naquele mês.

Para saber o valor dos acréscimos terá que calcular no site da Previdência o valor total da parcela como se não tivesse pago nada, depois calcula o mesmo valor de acréscimos para a parte que ficou sem recolher. Por exemplo: Se a competência de janeiro de 2012 foi paga pelo valor do mínimo do ano anterior, R$ 545,00, quando devia ter pago pelo novo mínimo, R$ 622,00, terá que calcular a diferença de R$ 124,40 de R$ 109,00 (valor errado) e acrescentar esse valor, corrigido, na próxima competência.

Caso queira saber os tipos de contribuições que existem atualmente no INSS convido que leia o artigo Como contribuir à Previdência. Caso tenha alguma dúvida use o Fórum do Consultor e faça sua pergunta. 


Saiba mais sobre os benefícios do INSS no blog: BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA

Postagens populares