by

O salário-maternidade das trabalhadoras rurais no INSS.

salário-maternidade, trabalhadoras rurais, INSS, Previdência


As trabalhadoras rurais que se enquadrem na categoria de seguradas especiais têm direito ao salário-maternidade pago pelo INSS. As seguradas especiais não fazem contribuições mensais para a previdência, por isso para terem direito ao benefício precisam comprovar o exercício da atividade rural num período mínimo de 10 meses. Para comprovar o exercício de atividade rural pode ser usado os comprovantes existentes em nome do esposo, a partir da data do casamento. No caso de união estável, além dos documentos rurais e preciso comprovar, também, a união estável.

Um fato interessante sobre o direito ao salário-maternidade é que, para ter direito a mulher terá que ter uma idade mínima de 16 anos e 10 meses quando a criança nascer, pois a idade mínima para se enquadrar como trabalhadora rural é aos 16 anos que somados à carência mínima que é de 10 meses dará essa idade como limite mínimo. O dia do nascimento da criança é a data em que é observado o direito, assim não adianta deixar passar alguns meses para ir buscar o benefício.

Veja abaixo o que consta na Instrução Normativa 45 de 06.08.2010 do INSS sobre o benefício de salário-maternidade para as trabalhadoras rurais seguradas especiais.

Art. 293. O salário-maternidade será pago para as seguradas empregada, trabalhadora avulsa, empregada doméstica, contribuinte individual, facultativa, especial e as em prazo de manutenção da qualidade de segurada, por ocasião do parto, inclusive o natimorto, aborto não criminoso, adoção ou guarda judicial para fins de adoção, observadas as situações e condições previstas na legislação no que concerne à proteção à maternidade.

Art. 297. O direito ao salário-maternidade para a segurada especial foi outorgado pela Lei nº 8.861, de 25 de março de 1994, sendo devido o benefício a partir de 28 de março de 1994, conforme segue:

I - até 28 de novembro de 1999, véspera da Lei nº 9.876, de 1999, para fazer jus ao benefício era obrigatória a comprovação de atividade rural, ainda que de forma descontínua, nos doze meses imediatamente anteriores ao parto; e

II - a partir de 29 de novembro de 1999, data da publicação da Lei nº 9.876, de 1999, o período de carência a ser comprovado pela segurada especial foi reduzido de doze meses para dez meses imediatamente anteriores à data do parto, mesmo que de forma descontínua.

Veja o que é preciso apresentar para comprovar a condição de trabalhadora rural segurada especial neste artigo: Segurado Especial. Documentos necessários.

Em caso de união estável veja quais documentos comprovam neste artigo: Como comprovar união estável.


Saiba mais sobre os benefícios do INSS no blog: BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA

8 comentários :

  1. sou pescadora nao dei entrada no seguro da piracema porque minha carteira estava atrasada depois de regularisar quanto tempo ainda tenho para recorrer obrigada

    ResponderExcluir
  2. Noeli
    Não sei sobre os direitos dos pescadores, vá ao inss para ver a situação do pessoal da sua localidade.

    ResponderExcluir
  3. trabalho na agricultura e meu beneficio do salario maternidade veio indeferido pedirao que entre em recurso mas nao compreendo com preencher o formulario de recurso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só agendar o atendimento pelo fone 135 e no dia marcado lhe darão o formulário para preencher.

      Excluir
  4. minha irma teve um bebe , e ela e` menor de idade tem 17 anos e esta no talao do agricultor com a minha mae queria saber se daria dela receber o auxilio maternidade como dependente pois ela ainda é menor ... obigado pela atençao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ismalley
      É possível que tenha direito, o melhor é ela reunir os documentos e fazer o pedido no INSS.

      Excluir
  5. sou agricultora e tenho um filho de 4 meses e uma menina de 4 anos posso tira dela depois que tira do meu nenino quais provas precisa para da entrada no salirio maternidade .

    ResponderExcluir
  6. Vá ao INSS que lhe darão a lista de documentos ou procure o seu sindicato.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário sobre o blog, caso queira tirar uma dúvida use o Fórum do Consultor, é só clicar na link abaixo:
Fórum do Consultor

Postagens populares