by

Auxílio-doença. Procedimentos para requerer.

Auxílio-doença. Procedimentos para requerer.

O auxílio-doença é um benefício pago pela Previdência Social, INSS, a quem fica incapacitado para o trabalho. Para requerer é preciso observar alguns procedimentos, todos bem simples.

A primeira coisa a fazer para requerer o benefício de auxílio-doença é obter do seu médico o atestado de afastamento do trabalho onde seja indicado o tempo necessário para a recuperação e qual a doença que foi diagnosticada. Digo isso, pois muitas pessoas me dizem que estão doentes e não sabem o que fazer para se afastar do trabalho por incapacidade e ao serem perguntadas se já possuem o atestado indicando a doença e o prazo de afastamento dizem que não.

Se o trabalhador for empregado deve levar o atestado à sua empresa. Se o tempo de afastamento for de até 15 dias o empregado não vai precisar fazer perícia no INSS, a empresa paga normalmente o seu salário. Se o tempo de afastamento for maior que 15 dias ou se já tenha se afastado, pela mesma doença, nos últimos 60 dias, terá que agendar perícia no INSS. Se já esteve afastado, pela mesma doença, nos últimos 60 dias vai precisar passar pela perícia mesmo que o novo atestado seja menor que 15 dias.

No caso acima o empregado recebe da empresa os primeiros 15 dias e no 16º dia terá que ligar para a Previdência, fone 135, e agendar a perícia. A empresa entregar ao empregado uma declaração indicando o último dia trabalhado, esse declaração será exigida pelo INSS para fixar o início do benefício. Se o agendamento da perícia ocorrer após o 16º dia e antes de 30 dias recebe normalmente o benefício, mas se pedir depois de 30 dias só irá receber a partir do dia que agendou a perícia.

A empresa não tem obrigação legal de agendar a perícia, pode fazer por política interna. Caso o trabalhador não possa ligar para fazer o agendamento da perícia, qualquer pessoa pode fazer isso, o importante é o agendamento feito. Caso esteja impossibilitado para ir ao INSS deve informar essa situação para que a perícia seja feita no hospital ou na residência.

Se o trabalhador for autônomo deve ligar no primeiro dia que recebeu o atestado indicando que deve se afastar das suas atividades, nesse caso é o INSS quem paga todo o período em que ficar impossibilitado de exercer suas atividades. Também deve observar o indicado no item anterior quanto a impossibilidade de se locomover até uma agência do INSS.

Para saber mais leia os artigos sobre o benefício de auxílio-doença.




Saiba mais sobre os benefícios do INSS no blog: BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA

18 comentários :

  1. Fiz a perícia no INSS e recebi o auxílio doença de apenas 18 dias mesmo com o laudo médico solicitando 120 dias para tratamento de fisioterapia, como proceder neste caso, pois estou com Síndrome do Carpo e sinto muitas dores diariamente e estou impossibilitada de exercer minha função na empresa?

    ResponderExcluir
  2. Stella
    Você pode pedir prorrogação ou reconsideração, ligue para o 135 e faça o pedido.

    ResponderExcluir
  3. Oi , tenho uma amiga que trabalhou alguns anos em um supermercado
    mas foi demitida ha 6 meses ela teve um derrame e não está conseguindo mais trabalhar , gostariade de saber se tem carencia depois da demissão , pois ela está fazendo tratamento e mora de aluguel.
    Aguardo resposta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisangela
      Se passou só 6 meses do último emprego terá direito sim.

      Excluir
  4. Tenho um amigo que está com um problema na perna e está no 16º dia, seu trabalho agendou uma perícia, ocorre que esta foi marcada com mais de 20 dias de diferença da data do requerimento. Além disso, no dia da perícia, provavelmente, sua perna já estará melhor. Como fica o benefício?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele vai receber do dia do pedido, 16º dia, até o dia da perícia, se nesse dia já estiver curado.

      Excluir
  5. boa tarde eu fiz uma cirurgia na visicula o medico me deu 30 dias de repouso tenho 7 meses que estou desempregada posso solicitar auxlio doença desse 1 mes obrigada Eliane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tinha um ano completo ou mais antes de sair do emprego terá direito.

      Excluir
  6. Boa Tarde, fui demitida em outubro, estou na ultima parcela do seguro, e há 5 meses estou com psioriase, principalamente no couro cabeludo, estou quase calva, estou com depressão,estou já tomando anti depressivos,estou na fila para iniciar meu tratamento de fototerapia aki na sta casa de ctba, como eu procedo para pedir o auxilio doença? me desculpe , mais sou leiga no assunto, grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris
      No artigo tem toda a explicação necessária, leia e em caso de dúvida retorne.

      Excluir
  7. meu nome e sinara sou asmatica cronica tenho atestado medico que nao posso trabalhar com produtos de limpeza como quiboa e outros produtos passei pela pericia so ganhei trez meses e nao estou bem quero saber se vou ter direito ainda pois estou em casa e o que eu faço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinara
      Quando faltar 15 dias para o fim do benefício atual você deve ligar para o 135 e agendar uma nova perícia.
      Ajude a divulgar, dê um g+1

      Excluir
  8. BETANIA
    MIM AFASTEI POR 30 DIAS COM SIDROME DO PANICO A EMPRESA DISSE QUE IRIA RECEBER OS QUINZE DIAS PELO INSS,SO QUE A EMPRESA NAO MIM FORNECEU A DECLARAÇAO,CONSIGO FAZER A PERICIA NORMALMENTE OU NAO CONSIGUIRIEI FAZER SEM ESSA DECLARAÇAO DO ULTIMO DIA TRABALHADO FORNECIDA PELA EMPRESA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É obrigatório que apresente a declaração da empresa, veja no artigo todos os detalhes que é preciso para pedir o benefício.

      Excluir
  9. Boa tarde, tenho uma doença chamada artrite reumatoide, e não consigo mais trabalhar, vivo a base de anti-flamatório e analgésico as vezes não consigo nem andar, gostaria de saber se esta doença faz parte das doenças que da direito a aposentar por invalidez ok? abraços e parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saulo
      Não há uma relação de doenças que determinam aposentadoria por invalidez, o que conta é a incapacidade total para desemprenho de qualquer atividade.

      Excluir
  10. Boa tarde, estou em tratamento por Depressao e Sindrome do Panico, desde janeiro deste ano, relaizei uma pericia, fui afastada por 30 dias pelo inss, como tive outra crise forte, o psiquiatra me orientou a reagendar a pericia para prorrogar o benefico, pois eu ainda estava incapacitada. Tudo feito, hoje realizei a pericia e nela esta escrito que foi reconhecido o direito a prorrogaçao, pois eu estava incapacitada, e assim meu beneficio foi prorrogado ate 05/06....ate ai tudo bem se dia 05/06 nao fosse o DIA DE HOJE!! Nao entendi nada, fui ao balcao e disse que tinha algo errado e o rapaz falou que eu devo voltar ao trabalho amanha, mas a minha consulta com meu psiquiatra é dia 21 e estou tomando medicaçao forte, nao tenho condicoes voltar ainda. Se eu tivesse que voltar ao trabalho a comunicaçao da decisao nao seria INDEFERIMENTO DO PEDIDO dizendo que estou apta a retornar ao trabalho?
    Como procedo nesse caso?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a perícia demora para ser feita e os peritos consideram que está curada prorrogam o benefício até o dia da perícia para não prejudicar o segurado.
      Se entende que continua incapacitada pode pedir reconsideração ou recurso.

      Excluir

Postagens populares