QUERO DOAR R$ 10,00
by

Acordo previdenciário entre Brasil e Bélgica.

Acordo previdenciário entre Brasil e Bélgica.

A Previdência Social do Brasil mantém acordos previdenciários com diversos países. Os brasileiros que trabalham na Bélgica e os belgas que trabalham no Brasil podem contar com o acordo assinado em 01.12.2014. O acordo prevê benefícios por idade e por morte, veja mais detalhes sobre os termos do acordo neste LINK.

Nos últimos anos, o Brasil tem firmado acordos previdenciários com vários países. Dentre esses, incluem-se os africanos membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), como Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, além dos com tradicional fluxo de imigrantes para o Brasil, como Portugal, Itália, Espanha e Japão.

No âmbito regional, há acordos previdenciários com os demais integrantes do Mercosul e com o Chile. Aguardam-se, ainda, as ratificações do Acordo Iberoamericano de Seguridade Social, que, após entrar em vigor, beneficiará simultaneamente cidadãos de 22 países. Para o segundo semestre deste ano, é prevista a conclusão do acordo de reciprocidade na área de Previdência Social com os Estados Unidos, país em que residem mais de 1,2 milhão de brasileiros.

Esses acordos são muito importantes nos tempos atuais onde as pessoas trabalham em múltiplos países e poderiam ficar desprotegidos dos direitos previdenciários. Nos países em que os acordos já estão em vigor os trabalhadores podem levar o tempo que contribuíram no Brasil ou trazer os tempos pagos em outros países.

Saiba mais sobre os benefícios do INSS no site: OS BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA.

Fórum do Consultor. Pergunte sobre os benefícios do INSS

1 comentários :

Artigos & Crônicas disse...

Gostei de saber sobre esse assunto. É uma ótima iniciativa estabelecer-se esses acordos entre os países. Afinal, trabalho é trabalho, seja em qualquer lugar da terra, e deve ser mesmo considerado para aposentadoria. Afinal estamos caminhando para a globalização e o trabalho, principal ferramenta da nossa sobrevivência, não poderá ficar de fora.
Obrigada por compartilhar.
Sonia Costa.