QUERO DOAR R$ 10,00
by

INSS. Greve dos Peritos perto do fim.

Os peritos médicos do INSS estão em greve há bastante tempo e essa greve tem causado enormes prejuízos aos segurados. Muitos ficam meses sem receber nenhum valor, pois para a empresa onde trabalham estão afastados por doença e no INSS não são examinados para que o benefício seja concedido. A notícia abaixo dá conta das providências que o Governo está tomando para acabar com essa paralisação.



A prioridade do governo é acabar com a greve e colocar a agenda de atendimentos da perícia médica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em dia”. A afirmação foi feita, nesta terça-feira (17), pelo ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, durante reunião com o presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Cid Carvalhaes, e o presidente do INSS, Valdir Simão. A partir de agora, a Fenam vai intermediar as negociações com os peritos do INSS.

A proposta do governo é a de colocar as perícias em dia no prazo máximo de 90 dias. Porém, a situação deverá ser resolvida de forma diferenciada, priorizando as localidades onde há maior necessidade. Cerca de 400 mil perícias estão atrasadas. São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Paraná e Santa Catarina acumulam o maior número.

O governo propôs, ainda, que os peritos continuem realizando 18 perícias em seis horas de atendimento, sendo que as outras duas horas da jornada diária sejam utilizadas, sob supervisão, para outras atividades, como questões administrativas e perícias externas. 

Também ficou acertada a criação de uma comissão interministerial, com a participação dos ministérios da Previdência Social e do Planejamento, Orçamento e Gestão e do INSS e da Fenam, para discutir a lei que criou a carreira de perito médico e definiu o ato pericial. 

“Houve um processo de negociação com a associação dos médicos peritos que não prosperou. Há uma intransigência em alguns pontos em que não é possível avançar, ou seja, querem trabalhar meio período e ganhar pelo período integral. Por isso, convidamos entidades representativas dos médicos para intermediar a negociação”, afirmou o ministro da Previdência Social. 

Cid Carvalhaes garantiu que o convite é visto pela federação como um compromisso e ressaltou que não deixará de ouvir a classe médica. Na próxima semana, a Fenam irá convocar assembleias em todo o país para que os médicos avaliem a proposta do governo. “Havendo aprovação, iremos assinar um acordo formal”, afirmou Carvalhaes. Segundo ele, a negociação está no início de um desfecho. 

“Sem qualquer radicalismo, cada um cedendo um pouco, conseguiremos chegar a um acordo da melhor maneira. O governo tem que fazer a sua parte, que é zelar pelo bom atendimento à população brasileira”, disse o ministro Gabas.


Obs.: Em 13.09.2010 o STJ julgou a greve dos peritos ilegal e determinou o imediato retorno ao trabalho, mas isso não vai acabar com as filas, ainda vai levar muito tempo para tudo voltar ao normal. Veja mais Aqui e Aqui.







Saiba mais sobre os benefícios do INSS no site: BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA

0 comentários :